Publicidade

PALMAS

Juiz absolve por legítima defesa pai que matou suspeito de assalto ao filho

11/10/17 15:10 | Atualizado em: 12/10/17 10:27

O mecânico Deusiano Rodrigues Lima, de 51 anos, foi absolvido pelo juiz da 1ª Vara Criminal de Palmas, Gil de Araújo Corrêa, em audiência de julgamento realizada na segunda-feira (9/10), no Fórum de Palmas.

Deusiano foi acusado de ter matado Josenildo da Silva Sousa, a golpes de facão, em abril de 2016. Segundo a denúncia, o filho do réu, de 15 anos, chegou em casa e contou ter sido assaltado por dois rapazes que levaram seu celular e fone de ouvido.

Conforme o processo, o mecânico partiu em busca dos autores e, ao abordar dois suspeitos, um deles reagiu com uma faca. O mecânico pegou o facão que levava dentro do carro e atingiu um dos rapazes.

Ferido, o rapaz tentou fugir em uma bicicleta, mas não conseguiu. De acordo com relatos da ação, o mecânico revistou o suspeito e levou o celular que o rapaz levava na cintura. Segundo a denúncia, o rapaz ferido faleceu em decorrência dos golpes.

Na audiência, o juiz relatou que conforme as provas do processo, os golpes aplicados pelo réu deveram-se “a uma ação em defesa do próprio acusado que se viu agredido pela vítima, com o uso de uma faca”.

O magistrado citou que o Código Penal Brasileiro, em seu artigo 25, considera que alguém age em legítima defesa quando, “usando moderadamente dos meios necessários, repele injusta agressão, atual ou iminente, a direito seu ou de outro”.