Publicidade
Publicidade

PALMAS

Estado de saúde de ginecologista que foi atropelado permanece grave; nas redes sociais boatos davam conta de médico tinha falecido

30/11/17 17:30 | Atualizado em: 30/11/17 17:30

O médico ginecologista Pedro Caldas continua no espaço em estado grave. Boatos nas redes sociais na tarde desta quinta-feira, 30, deram conta de que o médico havia tido morte encefálica.

Segundo a Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Oswaldo Cruz, onde Pedro está internado o médico mantém seu estado de saúde, que é grave, porém, estável. Pedro saiu do coma induzido, mas continua inconsciente.

O ginecologista foi atropelado quando estava correndo na TO-050. O médico foi atropelado enquanto corria com um grupo de amigos que eram ciclistas. Pedro teria sido atingido por Iolanda Costa Fregonesi, 22 anos, que segundo relatos da Polícia apresentava sinais de embriaguez e não estava com sua Carteira Nacional de Habilitação.

A motorista foi presa em flagrante, mas foi liberada após pagar fiança. Em sua depoimento, Iolanda teria permanecido em silêncio. A Polícia já está concluindo o inquérito que investiga as causas do acidente.