ESTADO

Governo se manifesta sobre Operação da PF e Assembleia nega ser alvo

O Governo ressaltou que está colaborando com o trabalho da Polícia Federal

14/06/18 11:54 | Atualizado em: 14/06/18 11:54

O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Comunicação, se pronunciou através de nota sobre a operação da Polícia Federal realizada na manhã desta quinta-feira, 13.

O Governo ressaltou que está colaborando com o trabalho da Polícia Federal e que todas as informações solicitadas foram prestadas com clareza.

Já a Assembleia Legislativa enviou nota a imprensa esclarecendo que, diferente do que foi divulgado inicialmente, a Casa não foi alvo da operação e que, caso seja solicitada, irá prestar todas as informações necessárias.


Entenda


A Polícia Federal está realizando uma operação em Palmas nesta quinta-feira, 14. Agentes de polícia cumprem mandados de busca e apreensão no Palácio Araguaia, na Ageto/Seinf , na Redesat e em diversos outros órgãos estaduais.

A operação é sigilosa e corre em segredo de justiça, informações sobre o andamento somente com a autorização da justiça federal, mas noticiais preliminares dão conta de que a operação é um desdobramento de outra, realizada no final do mês passado, e que investiga pagamentos de emendas parlamentares e fraudes em contratos.



Veja as notas na integra


Nota à imprensa

A Secretaria de Estado da Comunicação Social (Secom) informa que o Governo do Estado está colaborando com o trabalho da Polícia Federal.

Na manhã desta quinta-feira, 14, policias cumprem um mandado judicial no Palácio Araguaia e em outras unidades do executivo estadual relativo a um processo que tramita na Justiça Eleitoral.

A Secom ressalta que as informações solicitadas foram prestadas com clareza.

Secretaria de Estado da Comunicação Social



Nota à imprensa

Ao contrário do que foi informado por alguns veículos de comunicação, a Polícia Federal não realizou – até o momento – nenhuma busca na Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins.

Ao reafirmar seu compromisso com a transparência de todos os seus atos, a presidente interina da Casa, Luana Ribeiro, determinou às chefias de todos os departamentos desta Casa de Leis que prestem todas as informações que, eventualmente, sejam solicitadas pela Justiça, Polícia Federal e demais órgãos de controle.

Diretoria de Área de Comunicação

Sebastião Vieira de Melo