Aragominas

Energisa rebate falha na prestação de serviço em caso de incêndio

09/08/18 18:27 | Atualizado em: 09/08/18 18:04

A Energisa Tocantins informou em nota, que o laudo apresentado no processo de uma propriedade rural situada na TO 022 no município de Aragominas, que teria sido incendiada em decorrência de um rompimento de um cabo da rede elétrica, de responsabilidade da empresa, após atrito com a vegetação, é inconclusivo.

"Não houve perícia que reconhecesse a distribuidora como responsável pelo fato. Bem como, não houve nenhuma falha na prestação dos serviços que justifique a condenação. Por isso, a empresa que acredita na sua inocência, irá recorrer da decisão", informa a nota.

Segundo o Núcleo de Apoio às Comarcas (Nacom), a proprietária irá receber uma indenização de R$ 53,6 mil de indenização por danos morais e materiais por conta do incêndio que ocorreu em parte da sua fazenda. A decisão foi publicada nesta quinta-feira (09/08).

De acordo com os autos, a fazenda da requerente foi incendiada em outubro de 2015 em decorrência do rompimento do cabo. Desta forma, ocorreu um curto-circuito e, por consequência, a queima de 20 alqueires de pastos, gerando assim inúmeros prejuízos à proprietária.

Ainda de acordo com a apuração, não houve tempo para tentar conseguir ajuda dos bombeiros em função da distância e o difícil acesso. Para sanar a situação, a requerente precisou contratar trabalhadores e máquinas para controlar o fogo. Mesmo assim, o incêndio causou sérios estragos à propriedade.