PTB e PCdoB

TRE-TO não concorda com argumentos de Amastha e aprova coligação de Márlon Reis

PTB e PCdoB continuam em coligação de Márlon Reis; decisão do TRE foi unânime

14/09/18 14:37 | Atualizado em: 14/09/18 15:45

O pleno do Tribunal Regional Eleitoral julgou na manhã desta sexta-feira, 14, o pedido de impugnação da candidatura da chapa “Frente Alternativa” , de Márlon Reis (REDE).

O pedido foi protocolado pela coligação 'A Verdadeira Mudança' de Carlos Amastha (PSB, sob a alegação de fraude nas atas do PCdoB e do PTB. Segundo o processo, as duas siglas haviam fraudado as Atas de Convenções Partidárias, ao afirmar que os partidos haviam migrado apoio de Amastha para Márlon após as convenções.

A corte decidiu, por unanimidade, a improcedência do pedido. Todos os magistrados votaram de acordo com o voto do relator, juiz Adelmar Aires Pimenta da Silva, que considerou que todos os requisitos para aptidão da chapa foram cumpridos.

Com a decisão, a corte considerou regular o Demonstrativo de Regularidade de Atos Partidários (Drap) apresentado pela coligação de Márlon Reis e o PCdoB e o PTB devem continuar na disputa.