Mobilidade

Palmas ganha 20 bicicletários para comemorar o Dia Mundial sem Carro

14/09/18 15:03 | Atualizado em: 14/09/18 15:49

Para comemorar o Dia Mundial sem Carro, no dia 22 de setembro, a Prefeitura de Palmas está implantando 20 bicicletários, também conhecidos como para-ciclo, distribuídos por todas as regiões da Capital. Os equipamentos públicos são compostos por cinco peças de metal para dar segurança aos ciclistas que circulam utilizando os meios limpos de transportes.

Com previsão para conclusão e entrega para sexta-feira, 21 de setembro, a Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos ressalta que todos estão sendo instalados com mão de obra própria e foram adquiridos por meio de licitação, um total de 100 peças que estão sendo distribuídas em lugares estratégicos da cidade.

O auxiliar técnico da Infra, Wanderley Alves de Miranda Júnior, responsável pela implantação do projeto disse que “os locais estão sendo escolhidos pelos técnicos da Secretaria de Infraestrutura e de Mobilidade Urbana, considerando os pontos que costumam aglomerar muitas bicicletas”, destacando que a estação de ônibus Xerente, no jardim Aureny III já recebeu a instalação.

Dia Mundial sem Carro

No dia 22 de setembro, comemora-se o Dia Mundial sem Carro, data voltada para conscientização sobre os problemas causados pelo uso constante de veículos automotivos pela população. O Dia Mundial sem Carro foi instituído em 2000 em outras partes do mundo como World Carfree Day e começou a ser comemorado no Brasil a partir de 2001.

E para festejar a data, várias atividades são propostas para mudar o hábito da sociedade com relação ao grande uso de veículos automotivos, para que os motoristas deixem seus carros em casa e optem por ir ao trabalho ou escola a pé, de bicicleta, de transporte público ou, ainda, por meio do sistema de rodízio de caronas, em que cada dia da semana uma pessoa é responsável por levar um grupo que compartilha da mesma rota.

Dados Importantes

O Brasil possui atualmente, em média, um carro para cada 4,4 habitantes, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de sete milhões de pessoas morrem por ano em decorrência da poluição ambiental.