Política

PSB de Amastha vai se reunir neste sábado e quer participação no governo de Cinthia

Partido enviou nota avaliando conjuntura tocantinense e disse que vai fortalecer legenda para eleições de 2020

08/11/18 18:50 | Atualizado em: 08/11/18 18:29

Em uma nota à imprensa o Partido Socialista Brasileiro (PSB), presidido no Tocantins pelo ex-prefeito de Palmas e candidato derrotado ao governo estadual Carlos Amastha (PSB) afirmou que quer participar e contribuir com o governo da prefeita Cinthia Ribeiro (PSDB). O partido se reúne no próximo sábado, 10, mas já informou que vai trabalhar nos próximos quatro anos para fortalecer a sigla e entrar com força na disputa municipal em 2020. 

"Vamos também, fortalecer o PSB e preparar os quadros do partido para a disputa de prefeitos e vereadores em 2020 e já começar a discussão das alianças para as disputas de 2022. No âmbito de Palmas, a executiva municipal do PSB vai se reunir neste sábado, 10. Posteriormente vai procurar o governo municipal, da prefeita Cinthia Ribeiro (PSDB), e conversar sobre a contribuição do PSB na gestão", pontua a nota assinada por Amastha. 

A avaliação feita pela legenda também faz uma conjuntura do resultado para o PSB das eleições deste ano. O partido fez 32 deputados federais, dois senadores e três governadores foram eleitos no país. Segundo Amastha, a sigla vai continuar trabalhando de forma responsável para que prevaleça em discussão as agendas de interesse nacional e da nossa população.

"Estaremos sempre na linha de frente da defesa dos valores e práticas democráticas, da liberdade de imprensa e da organização social e política. Especificamente no Tocantins, definitivamente não nos estimula a lógica do “quanto pior, melhor”. Pelo contrário, vamos trabalhar sem descanso com uma agenda definida em função das demandas e urgências do Estado e de cada tocantinense".