ESTADO

Após polêmica, Governo nomeia novos delegados regionais

A delegacia regional de Araguaína, principal foco da polêmica, será comanda por Vladmir Bezerra de Oliveira.

06/12/18 08:04 | Atualizado em: 06/12/18 08:04

O Diário Oficial do estado (DOE) divulgado na noite da última quarta-feira, 05, trouxe a nomeação dos novos delegados regionais do estado.

Os delegados regionais haviam sido exonerados no início do mês, o que soou para a categoria como uma tentativa do Governo de interferir nas investigações do caso que ficou conhecido como escândalo do lixo hospitalar.

O principal alvo das exonerações era o delegado de Araguaína, Bruno Boaventura, que coordenava as investigações que aponta envolvimento da família do deputado estadual Olyntho Neto (PSDB) com o galpão onde foram encontradas 200 toneladas de lixo hospitalar na cidade.

A delegacia regional de Araguaína, principal foco da polêmica, será comanda por Vladmir Bezerra de Oliveira.

Além de Oliveira, o governo também nomeou Rossílio Correia, para a Delegacia-Geral da Polícia Civil; Raimundo Claudio de Paula Batista, como Diretor de Polícia da Capital; Tiago Daniel de Morais, para a Delegacia Regional de Tocantinópolis/Araguatins; Alcindo Augusto Celestino de Souza, Delegacia Regional de Gurupi/Alvorada; Pedro Henrique Félix Bernardes, Delegacia Regional de Porto Nacional; Adriano Carrasco dos Santos, Delegacia Regional de Guaraí/Pedro Afonso; Bruno Monteiro Baeza, Delegacia Regional de Paraíso do Tocantins/Miracema do Tocantins; Olodes Maria Oliveira, Delegacia Regional de Colinas do Tocantins; e Márcio Duarte Teixeira, Delegacia Regional de Dianópolis/Arraias.

O Governo também extinguiu cinco delegaciais regionais que foram fundidas com outras. São elas: Alvorada, Pedro Afonso, Araguatins, Arraias e Miracema.