OPERAÇÃO NUDAE

Carlão da Saneatins deve ser solto após 24 dias preso

11/01/19 09:59:49 | Atualizado em: 11/01/19 09:59:49

Após ter sido preso pela Polícia Federal durante a segunda fase da Operação Nudae, deflagrada em 19 de dezembro do ano passado, o ex-deputado estadual e ex-superintendente do Incra no Tocantins, Carlos Alberto da Costa, o Carlão da Saneatins, será solto nesta sexta-feira, 11, após pagar fiança de R$ 47,7 mil.

A liberdade foi concedida em caráter provisório pelo juiz federal João Paulo Abe. Após ganhar a liberdade, Carlão ficará impedido de se ausentar por mais de 30 dias consecutivos de Palmas.


A Operação Nudae investiga suposto esquema de fraudes e desvio de recursos públicos envolvendo uma licitação do Incra em Tocantins.

Investigações apontam uma movimentação de cerca de R$ 5 milhões, em três anos e meio, nas contas do ex-superintendente. Para o Ministério Público Federal, o dinheiro pode ser proveniente de propina.