Rotativo

Palmas Estacionamento continua com cobrança pelas vagas e aplicação de TPU

15/05/19 08:54:10 | Atualizado em: 15/05/19 08:54:10

A cobrança do Estacionamento Rotativo da Capital segue sendo feita pela empresa. A Palmas Estacionamento informou que vai seguir com a cobrança pelo checkin das vagas. Na última semana o Ministério Público de Contas (MPC) se posicionou contra o retorno da empresa, que se segura  decidiu retomou as operações porque obteve na Justiça uma liminar que lhe concede este direito.

Enquanto a Prefeitura divulgou que criou uma comissão para investigar um possível descumprimento de contrato por parte da empresa que administra o rotativo, a Palmas Estacionamento segue com os agentes na Avenida JK, inclusive aplicando a Tarifa de Pós-Utilização (TPU) para os usuários que não fazem o checkin. 

Em relação ao contrato com a Prefeitura, a empresa afirmou estar tranquila. "Nossa documentação atende todas as demandas dos órgãos de controle e nosso jurídico irá responder, nos prazos legais, a todos os questionamentos tanto judicialmente, quanto para Prefeitura de Palmas. Destacamos que o sistema formatado e desenvolvido pela empresa está em conformidade com as determinações previstas no edital e contrato de licitação. Lembramos a todos que o Estacionamento Rotativo é uma reivindicação da população e do município e a Palmas Estacionamento tem como objetivo prestar este serviço da melhor forma possível", diz a nota.

Já a gestão municipal divulgou nota reforçando que não há ordem de serviço para que a empresa responsável pela operação, Palmas Estacionamento retome a operação. A gestão informou que "reitera que acata todas as orientações dos órgãos de controle. Esclarece ainda que a empresa já foi notificada a suspender os serviços em 2018 e 2019 e que não há ordem de serviço para que ela volte a operar, tendo também instaurado um processo administrativo para apurar a os aspectos de legalidade e regularidade do contrato de concessão".