Política

Vereador Tony Andrade é ouvido pela PC sobre esquema de funcionários fantasmas

Depoimento aconteceu nesta quarta-feira, 12, na sede da Delegacia de Repressão a Crimes de Maior Potencial contra a Administração Pública (Dracma), em Palmas

12/06/19 14:07:02 | Atualizado em: 12/06/19 14:36:03

O vereador de Porto Nacional Tony Márcio Pereira Andrade, filho do presidente da Assembleia Legislativa (AL-TO), o deputado estadual Antônio Andrade, prestou depoimento nesta quarta-feira, 12, à Delegacia de Repressão a Crimes de Maior Potencial contra a Administração Pública (Dracma). Ele foi intimado na última sexta, para prestar esclarecimentos sobre ter recebido dinheiro de funcionários fantasmas que trabalhariam para o pai.  Segundo a Polícia Civil, ele teria participação no esquema. 

O delegado plantonista que interrogou Andrade, Luciano Cruz, afirmou ao Jornal do Tocantins que o vereador não teria respondido a todos os questionamentos e teria permanecido em silêncio durante algumas perguntas. Segundo Luciano Cruz outras pessoas que também estariam sendo investigadas serão ouvidas esta semana.

O interrogatório faz parte da apuração da Operação Catarse, que investiga crimes de peculato contra a administração pública estadual.