Publicidade

Temporada de Praias

Cuidados com o cabelo e pele devem ser redobrados no verão, alertam

04/07/19 18:06:12 | Atualizado em: 04/07/19 18:08:48

Com início do mês de julho e a temporada de praias começando em várias cidades do Tocantins nada mais comum do que pegar a estrada e procurar um lugar ao sol à beira de um rio. As altas temperaturas e as belas paisagens do Estado são convites ao mês de sossego e tranquilidade do verão tocantinense.

E pra quem vai curtir a estação mais quente do ano reforçar a dica sobre proteção nunca é demais. A exposição solar contínua pode causar machucados, ferimentos ou queimaduras tanto para o cabelo quanto para o couro cabeludo e a pele.

Segundo a médica dermatologista Raquel Amashta a exposição aos raios UV podem quebrar as proteínas do cabelo deixando-os opacos e enfraquecidos. Ela esclarece que o couro cabeludo fica sensível quando exposto ao sol em excesso e sujeito a lesões e até mesmo câncer. O importante é evitar o sol em horários muito quentes e usar proteção.

“ Evitar o sol no horário das 10h às 16h, usar esse FPS a cada três horas, de preferência resistente à água, usar chapéus e, se entrar no lago, mar ou piscina se enxaguar logo depois. Outra boa dica é evitar banhos quentes durante essa época e se hidratar muito” explica a médica.

No caso específico dos cabelos, a profissional explica que o ideal é usar um protetor térmico antes de ficar exposto ao sol com fator de reparação. “Já no caso da pele todo cuidado é necessário, no sentido de evitar queimaduras. Se isso ocorrer são necessários cremes que aliviem o sintomas, mais os danos ao tecido são irreversíveis, por isso indicamos muito cuidado”.

O cabeleireiro Jonadabe Oliveira conta que a exposição ao sol em excesso pode causar a perda da cor do cabelo, principalmente os que têm coloração. Ainda segundo ele, esse fator deixa os fios mais enrijecido e mais claro, por isso a importância da proteção.

“Os cabelos coloridos, principalmente os que tem raiz branca, de 50 a 100% dos fios tendem a ser mais porosos, são cabelos mais grossos, mais elétricos, mais frisados, eles devem ter cuidado redobrado no fator nutrição. Produtos à base de manteiga, amêndoas e óleos, de preferência naturais, porque não tem resíduos, são ideal. Com toda certeza esse tipo de cabelo deve ter uma manutenção específica anti-oxidante com produtos que consigam diminuir o envelhecimento e a oxidação da cor” ressalta o profissional.

E no caso de quem for curtir uma piscina é bom lembrar que o cloro resseca, observa a médica. Quem tem pele sensível pode sentir um aumento desse ressecamento e uma sensação de coceira. “Sempre que sair da piscina o ideal enxaguar bem a pele logo em seguida para evitar muito tempo de contato com cloro” diz Raquel.

Já no caso dos cabelos Jonadabe conta que a dica principal é tratar os fios antes de entrar na piscina. Uma mistura de óleo e leave-in deve ser aplicada no cabelo seco para proporcionar uma barreira lipídica e não permitir que a água penetre. Outra sugestão é usar o cabelo em coque ou semi preso durante o tempo que ficar na piscina.

“Muita gente acredita que é o cloro que deixa os cabelos verdes, mas na verdade essa reação é causada por outros produtos que são utilizados para limpar a piscina e fazer o tratamento da água. Por isso, o ideal é nunca deixar o cabelo totalmente solto porque o que esverdeia os fios é ficar de molho em contato direto com água. Se a pessoa resolver mergulhar por várias vezes e não manter o cabelo dentro da água, preso ela não terá problema com isso”.

Tanto a médica, quanto o profissional da beleza alertam: os cuidados durante este período devem ser redobrados. "Lavar com shampoos hidratantes e que tenham fator de tratamento é imprescindível”.

Os especialistas ainda alertam que nesta época no Estado, aumenta muito o vento, poeira no cabelo, sujeira e oleosidade. “Então o cabelo deve ter uma higienização mais hidratante. Sempre após as lavagens ter proteção solar, leave in inteligente com fator de proteção e assim todo mundo vai poder curtir as praias e o sol com tranquilidade", finaliza Jonadabe.