Mobilização

Manifestações à favor da educação acontecem na Capital

13/08/19 17:41:20 | Atualizado em: 13/08/19 17:41:20

O Tocantins é um dos estados que deve participa dos atos à favor da educação pública nesta terça-feira, 13. As manifestações foram convocadas no Estado e estão acontecendo agora, no Parque dos Povos Indígenas.

Para o presidente do Sindicato dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (SINASEFE) seção Tocantins, Klaus Laino, a expectativa das entidades é de que as manifestações possam demonstrar a insatisfação popular perante a postura do governo em relação a educação pública.

"Vamos pressionar o governo para que ele altera essa agenda governamental para uma agenda propositiva, uma agenda política que atenda os anseios reais da sociedade e da população e não a interesses mesquinhos, espúrios", diz.

A mobilização convocada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), em conjunto com entidades sindicais e movimentos sociais realizará atos nas 27 capitais, no Distrito Federal, além de cidades do interior por todo o país.

A Paralisação Nacional protesta ainda contra os recentes cortes no orçamento do Ministério da Educação promovidos pelo governo Jair Bolsonaro. Universidades e Institutos federais estão entre os mais afetados, mas a educação básica também está ameaçada. Um novo bloqueio no orçamento do MEC no valor de R$ 348 milhões foi divulgado na última quarta-feira 07.

“Os constantes ataques contra a educação pública colocam em evidência a privatização da educação, comprometendo nosso emprego e consequentemente nossos salários. Precisamos sair da zona de conforto e ir às ruas protestar contra o desmonte da educação pública, contra o fim da aposentadoria e contra toda retirada de direitos da classe trabalhadora”, disse o presidente do Sintet, José Roque Santiago.

No Tocantins, além da capital, outros municípios devem realizar mobilizações nos locais de trabalho.