SAÚDE

Inchaço nas pernas pode indicar necessidade de cirurgia

12/10/21 07:35:45 | Atualizado em: 13/10/21 10:05:40

Segundo a Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular- SBACV, as varizes acometem 38% dos brasileiros, sendo 30% dos homens e 45% das mulheres. Desse total, mais de 50% dos casos estão associados a fatores genéticos.

A especialista em cirurgia vascular, Ana Célia de Freitas, explica que, normalmente as pessoas que apresentam algum problema na veia safena sentem sintomas clássicos, como dores e inchaço nos membros inferiores.

“Além disso, essas veias podem estar dilatadas e serem identificadas pelo angiologista durante a consulta médica, e confirmadas, através de um exame de imagem, o ultrassom com Doppler venoso, que permite a identificação da veia, a quantificação da sua dilatação e se há refluxo ou não”, explicou.


A especialista pontuou, que o refluxo das veias safenas é causado por herança genética, como também, fator hormonal. “O refluxo das veias safenas ocorre quando há alteração na parede das veias, cuja função é determinar o retorno do sangue para o coração, isso resulta no acúmulo de sangue nas regiões mais baixas, como pé e tornozelo, podendo provocar o inchaço nas pernas e nos pés e a dilatação de outras veias”, ressaltou.

A médica destacou, quais são as técnicas disponíveis para o tratamento das veias safenas. “Temos a cirurgia convencional, onde se faz um pequeno corte de aproximadamente 3 cm nas duas extremidades da veia safena, e a técnica endolaser. Realizamos uma pequena punção na perna, por onde é introduzida a fibra óptica por dentro da veia safena guiada por ultrassom, essa fibra provocará a posteriormente fibrose da veia safena sem retirá-la. A escolha do melhor tratamento vai depender da decisão do médico e paciente”, finalizou.