ESTADO

Seciju intensifica atendimentos para pessoas com dependência química no Núcleo Acolher

14/01/22 14:15:30 | Atualizado em: 14/01/22 14:15:30

O Núcleo de Atenção às Pessoas com Dependência Química (Núcleo Acolher), vinculado à Gerência de Prevenção Contra as Drogas da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), intensifica atendimentos presenciais para pessoas adictas e seus familiares atuando nos eixos da prevenção, do tratamento e da reinserção social. A equipe é formada por multiprofissionais como assistente social, enfermeiro, psicólogo, pedagogo, além de um psiquiatra que também prestará atendimento todas as quartas-feiras, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (Semus).

Esses atendimentos podem ser agendados por telefone ou diretamente no Núcleo Acolher e têm como objetivo orientar as pessoas que sofrem algum tipo de dependência de álcool e/ou outras drogas sobre a inclusão em grupos de ajuda mútua, em comunidades terapêuticas, além da articulação com a rede de apoio a fim de viabilizar o tratamento e/ou reinserção social.

O gerente de Prevenção Contra as Drogas da Seciju, Ronan Dorneles de Sousa, destaca a atuação do Núcleo. "Somos mediadores do direito desse público vulnerável e os auxiliamos a terem acesso aos tratamentos necessários, a prevenção e a reinserção social. Muitas vezes pessoas adictas são discriminadas e não sabem onde ir para obter essa ajuda e o Núcleo Acolher, por intermédio de sua equipe técnica, norteia este público e presta informações sobre os seus direitos, sobre as instituições que podem ampará-los, presta atendimentos assistenciais, de enfermagem e também jurídica, tanto deles como de suas famílias", pontuou.

Atendimento

A equipe técnica do Núcleo Acolher composta por assistente social, enfermeiro, psicólogo, pedagogo e psiquiatra realiza triagem, orientações, aplicação de testes rápidos para detecção de Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), além de auxiliar no processo de encaminhamento para acolhimento voluntário em comunidades terapêuticas cadastradas.

O psicólogo do Núcleo Acolher, Francisco Maior Neto, explica como funcionam os atendimentos. "Trabalhamos os eixos da prevenção, do tratamento e da reinserção social e nossos atendimentos iniciam quando as pessoas nos ligam demonstrando interesse ou vão até o Núcleo. A partir daí, iniciamos as etapas com acolhimento, triagem, orientação e encaminhamento voluntário dos pacientes às comunidades terapêuticas para realizarem o tratamento", elucidou.

Serviço prestado

No ano de 2021 os atendimentos no Núcleo Acolher ocorreram nos formatos home office, híbrido e por agendamentos feitos por telefone. No total, 5.741 pessoas receberam orientações e encaminhamentos à rede de atendimento de acordo com a necessidade e urgência do caso após avaliação da equipe técnica.

Nesse período, foram recebidos 76 pedidos de acolhimentos voluntários, sendo 61 somente em Palmas, e toda a articulação de pedidos de internação compulsória junto a rede de apoio. O Núcleo também realizou a campanha “Atenção à Família nos Tempos de Pandemia do novo Coronavírus (Covid-19)” por meio das redes sociais que alcançou mais de três mil pessoas.

Contato

O Núcleo Acolher está localizado em Palmas, na Quadra 704 Sul, Alameda 20, QI 24, Lote 22. As informações e os agendamentos estão sendo realizados pelo número (63) 3214-6104.

(Edição: Márcia Rosa/Governo do Tocantins)