Senado

Em discurso Kátia pede que Ronaldo Eurípedes deixe de receber salário

13/05/22 20:19:33 | Atualizado em: 13/05/22 20:19:33

Em discurso na tribuna do Senado esta semana, a senadora Kátia Abreu (PP) a parlamentar afirmou que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o Supremo Tribunal Federal (STF) pare de pagar os ordenados do desembargador Ronaldo Eurípedes de Souza, do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO). O magistrado está afastado do cargo desde abril de 2020 acusado de vender sentenças.

“Ele, para mim, não é doutor, ele, para mim, não é juiz, é um criminoso, que está sendo acusado fortemente por venda de sentença”, disse a congressista em plenário.

A senadora chamou Euripedes de "chefe de quadrilha" e afirmou também que o magistrado afastado “não pode continuar em casa descansando, assistindo à Netflix, comendo do bom e do melhor e recebendo seu salário todo mês”.

No discurso, Kátia solicitou, “encarecidamente”, que o Senado encaminhe ao CNJ ao presidente do STF, Luiz Fux, “por direito e consideração do povo brasileiro que o salário deste cidadão seja suspenso imediatamente”.