ESTADO

Mulher é indiciada por suspeita de divulgar fotos íntimas de adolescente em Pindorama

27/06/22 17:52:18 | Atualizado em: 27/06/22 17:52:18

Investigações da Polícia Civil do Tocantins (PC-TO), por intermédio da 81ª Delegacia de Ponte Alta do Tocantins resultam no indiciamento de uma mulher de 47 anos, suspeita de pelo crime de armazenar fotos e cenas de sexo explícito envolvendo uma adolescente, na cidade de Pindorama.



De acordo com o delegado titular da 81ª DP, Roberto Assis, chamou a atenção o fato de como a Polícia Civil conseguiu chegar até a mulher e apreender o dispositivo eletrônico em que estava armazenado e sendo disseminado o conteúdo pornográfico. 

“A mulher teria recebido de seu filho, que mantinha um relacionamento com a vítima, fotos que expunham a adolescente em situação que caracteriza violação à imagem e a dignidade sexual”, disse a autoridade policial.


Ainda segundo o delegado Roberto Assis, as investigações contaram com apoio da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente de Palmas (DPCA), uma vez que o homem que estava se relacionando com a vítima estava sendo investigado pela Unidade Especializada, visto que o indivíduo era suspeito pela prática de crimes contra a dignidade sexual.


Após o indiciamento da mulher, o referido inquérito policial foi finalizado e remetido ao Poder Judiciário e ao Ministério Público para a adoção das providências que se fizerem necessárias. “Trata-se de um crime grave que estava sendo supostamente cometido contra a honra e a dignidade sexual de uma adolescente e, portanto, a pronta intervenção da Polícia Civil fez com que a disseminação do conteúdo pornográfico fosse cessada”, disse o delegado.



Ainda conforme a autoridade policial, se condenada, a mulher pode pegar uma pena de até quatro anos de prisão. Com a conclusão do inquérito policial, o delegado Roberto Assis faz um alerta a toda a população. “Armazenar fotos de menores de idade em cenas pornográficas é crimes”.